A Segurança Pública de Goiás tem sido uma das áreas mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Em meio a mais de 50 mil casos da doença no Estado, policiais militares, civis, técnico-científicos, penais e bombeiros, que já sofrem com efetivos abaixo do ideal, têm que lidar com o afastamento de, até nesta quinta-feira (24), 355 colegas de trabalho inf...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários