A compra de máscaras impróprias a profissionais de saúde ocorreu por valor acima do praticado no mercado, segundo um documento interno do Ministério da Saúde que balizou a aquisição pela pasta. O documento foi enviado à CPI da Covid no Senado, que passou a investigar a compra e a distribuição de máscaras pelo ministério. O caso foi revelado pelo jornal Folha de S.P...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários