Presidiários de Goiás seriam responsáveis por um esquema de tráfico de drogas que atuava no Estado, além do Tocantins, Maranhão e Pará. Os envolvidos foram alvos da Operação Travessia, cuja nova fase foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (30) pela Polícia Civil tocantinense. Uma das estratégias do grupo era a utilizar os rios como Araguaia e Tocantins para fugir de f...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários