Todos os principais reservatórios de hidrelétricas em Goiás estão com o volume útil atual menor do que 50%. Um deles está com 9,43% da capacidade (confira o quadro). Com o retorno de chuvas substanciais previsto apenas para novembro, a tendência é que o cenário se agrave ainda mais nos próximos meses. A situação pode resultar em racionamentos em 2022. Apesar de a quantida...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários