Atualizado às 20h03

Duas pessoas morreram na queda de um avião ocorrida nesta sexta-feira (13), em Rio Verde, no Sudoeste do Estado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a aeronave experimental foi encontrada em uma área de vegetação próxima ao Aeroporto General Leite de Castro, às margens da rodovia GO-174, no município.

As vítimas são dois homens, que foram encontrados mortos na aeronave. Eles foram identificados informalmente por familiares como o dentista Paulo Roberto Maciel Maia e o empresário Amador Antônio de Oliveira, proprietários do avião. De acordo com os bombeiros, documentos com tais identidades também foram encontrados em meio aos destroços. "Devido ao estado dos corpos, não foi possível fazer a identificação oficial no local, mas a confirmação foi feita pelas famílias", explicou o tenente-coronel Amilton de Souza Conceição, comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Rio Verde.

Segundo a corporação, o acidente ocorreu instantes após a decolagem e o avião atingiu uma árvore, a cerca de 5 quilômetros do aeroporto. De acordo com o tenente-coronel, a maior parte dos destroços foi encontrada junto à árvore, reforçando a hipótese da colisão. Outras partes, como o motor, foram arremessados, assim como os corpos das vítimas. 

O local foi isolado e resfriado, a fim de minimizar as chances de incêndio, uma vez que o combustível da aeronave vazou e o local tinha vegetação seca, segundo o Conceição.

De acordo com os bombeiros, a aeronave, modelo Cozy Mark IV, prefixo PRZ-QA, é de 2017 e estava com o registro regular.