Morreu na noite desta quinta-feira (8), o publicitário Arthur Galvão, aos 37 anos, vítima da Covid-19. De acordo com Tiago Pinheiro, sócio da empresa em que Galvão trabalhava, ele sentiu os primeiros sintomas no dia 21 de junho, foi internado no dia 29 e precisou ser entubado no dia 2 de julho.

No último domingo (4), o boletim médico informava que Arthur Galvão apresentava melhora do quadro clínico. Na terça-feira (6), ele foi extubado e saiu da UTI. Tiago Pinheiro contou que na quarta-feira (7), Arthur ainda respondeu mensagens de apoio e agradeceu pelas orações. No dia seguinte, ele teve uma piora e morreu na noite desta quinta-feira (8).

O publicitário tinha um tipo de diabetes que não se enquadra nos grupos prioritários para vacinação contra a Covid-19, de acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI). Arthur Galvão era conhecido no ramo publicitário de Goiânia e passou por diversas empresas na capital. Ele estava há três meses na empresa em que trabalhava e atuava como gerente de contas.