Os profissionais selecionados pelo programa Mais Médicos para trabalhar em Goiânia estão enfrentando dificuldades impostas pela falta de estrutura e de servidores auxiliares, como agentes de saúde e técnicos de enfermagem. A situação chega ao ponto dos médicos tirarem dinheiro do próprio bolso para suprir demandas básicas, como comprar cadeiras mais seguras para suporta...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários