Um professor de geografia do Colégio Estadual Militar Américo Antunes, em São Luís dos Montes Belos, centro de Goiás, foi afastado de suas funções por 60 dias depois de discordar da leitura do slogan da campanha do atual presidente Jair Bolsonaro (PSL) e da filmagem de crianças e adolescentes durante a execução do hino nacional. A Secretaria de Educação (Seduc) conside...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários