A empresa que foi a primeira colocada no processo de licitação aberto pelo Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo) para substituir o contrato com a empresa GT1 Gestão e Tecnologia, que é um dos alvos de operações da Polícia Civil do Estado de Goiás (PC-GO) que investiga fraudes e desvios no instituto, apresentou um valor de prestação de serviços abaixo do valor estimado pelo Ipasgo para o cont...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários