Parte dos detentos atingidos pela Operação Insone, deflagrada nesta quinta-feira (23) contra o crime organizado nos presídios de Goiás, admitiu ser integrante da facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). Foram expedidos 87 mandados de prisão preventiva por formação de organização criminosa e outros 87 de busca e apreensão em 51 cidades do interior. O nome da ação ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários