Por meio de decreto, divulgado nesta terça-feira (31), o prefeito de Rio Verde, Paulo Faria do Vale, determinou a suspensão até o dia 30 de abril das aulas presenciais em todos os níveis educacionais no município tanto da república como da particular, que podem ministrar aulas e repassar matéria por outros meios, como os eletrônicos. O ensino superior, contudo, continuará com aulas normais até o fim desta semana.

O decreto nº 765, de 31 de março de 2020, destaca que essas são medidas de prevenção contra o coronavírus. Rio Verde é, atualmente, a segunda cidade de Goiás com mais casos confirmados da doença (7), ficando atrás apenas de Goiânia (39), segundo os dados divulgados hoje pela Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO).

 O documento também define a suspensão das atividades dos Centros de Convivência de idosos, de crianças, e escolas de iniciação esportiva. O prazo de suspensão também se estende para cursos de formação, capacitação ou qualificação de qualquer natureza. A data de término da suspensão, segundo o decreto, pode ser revisto.

O município já havia decretado situação de emergência em saúde pública em 16 de março de 2020 em razão da disseminação da transmissão do novo coronavírus.