A Polícia Civil de Aragarças descartou totalmente a hipótese de homicídio seguido de suicídio no caso do bebê de 11 meses encontrado sem vida ao lado do pai, também morto, em Piranhas, na região Oeste de Goiás. Os corpos de ambos foram encontrados no domingo pela avó da criança que acionou a Polícia Militar. Conforme o delegado Ricardo Galvão, responsável pelo caso, o...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários