A Polícia Federal (PF) encontrou uma cobra exótica - que não existe no Brasil -, da espécie cobra-de-milho, em uma encomenda postal originária dos Estados Unidos. Os policiais localizaram e prenderam em flagrante o destinatário, um homem de 29 anos, em sua casa, no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

No local, a PF identificou que eram mantidos em cativeiro outros animais, como outra cobra-do-milho, uma cobra d'água, duas iguanas, um papagaio, um sanhaço, um agapornis e três tizius.

O homem disse à polícia que havia capturado a cobra d'água em uma área de vegetação próxima. Animais como a iguana e o papagaio são considerados espécies ameaçadas de extinção.

De acordo com a PF, o preso foi indiciado por receptação, maus-tratos, captura e manutenção de animais silvestres em cativeiro sem autorização ou licença, assim como por introduzir espécime no País sem a devida licença, cujas penas somadas podem chegar a sete anos de reclusão.

"Após os procedimentos de praxe, ele foi conduzido ao sistema prisional do Estado, onde permanecerá à disposição da Justiça", informou a Polícia Federal. O nome do suspeito não foi divulgado pela PF.