Logo após a prisão de dois suspeitos da morte de Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, a Polícia Civil afirmou que o menino não sofreu violência sexual. Em um vídeo divulgado pela Polícia Civil, Hian Alves de Oliveira, de 18 anos, confessou ter participado da morte de Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, e afirma que o padrasto da criança, Reginaldo Lima Santos, de 33, util...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários