Por determinação judicial, um plano de saúde terá de fornecer um medicamento à base de canabidiol, um dos derivados da maconha, para uma criança de Goiás com transtornos neurológicos. A decisão do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) prevê que o plano forneça o medicamento Pure 100 mg/ml para a criança que tem diagnóstico de paralisia cerebral e epilepsia. Segundo o advo...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários