Os pais da advogada Jordana Fraga morta em outubro de 2018, na cidade de Itaberaí, disseram em entrevista à TV Anhanguera que esperam que o autor do crime seja punido. O suspeito é o ex-noivo da jovem, Luís Felipe Silva Lima, que foi indiciado pela Polícia Civil por homicídio qualificado por motivo fútil, feminicídio e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O corpo ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários