A extorsão ao organizador da segunda maior festa religiosa do País em mais de R$ 2 milhões acabou na condenação de cinco pessoas, na última quarta-feira (13) pelo juiz Ricardo Prata, da 8ª Vara Criminal de Goiânia. Com imagens e mensagens eletrônicas, que segundo a Polícia Civil e o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) são montagens, o grupo capitaneado...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários