Quem precisou de atendimento ontem para mamografia, ultrassonografia, teste de orelhinha, além de consultas médicas e pequenos procedimentos já agendados no Hospital e Maternidade Dona Iris, voltou para casa sem o atendimento. Os serviços ambulatoriais na unidade de saúde foram suspensos por tempo indeterminado até a Prefeitura realizar o repasse que chega a R$ 24 milhões...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários