Uma paciente diagnosticada com o novo coronavírus (Sars-Cov-2) conseguiu na Justiça o direito a uma vaga de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), depois de mulher ter internação negada por conta da falta de leitos. Há dois dias, a mulher procurou atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Setor Cristina, em Trindade, com dispneia, desconforto respir...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários