O anel interno da Praça Cívica, em Goiânia, será interditado a partir do próximo dia 24 para a continuidade das obras BRT Norte-Sul. A mudança temporária em um dos pontos mais importantes do trânsito da capital vai resultar em alterações em praticamente todo o Centro.

Para minimizar os efeitos da mudança drástica serão alterados os sentidos de vias, sendo que algumas delas, hoje de mão única, terão movimentação permitida em duas direções. Haverá a criação de novas rotas e o funcionamento de semáforos também vai passar por ajustes para se adaptarem às intervenções da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM). As linhas de ônibus que passam pela Praça Cívica serão afetadas. O anel tem cinco pontos de ônibus por onde trafegam veículos do transporte coletivo que acessam o Centro depois de partirem de todas as regiões da capital.

A divulgação, com mais de uma semana de antecedência, tem o objetivo, segundo a SMM, de permitir que os condutores se programem e encontrem novos caminhos. Além das informações repassadas à imprensa, a pasta vai divulgar mapas, vídeos e os programas de GPS serão atualizados com as alterações.

O desenvolvimento do Plano de Mobilidade para o local foi iniciado, conforme o titular da SMM, Horácio Melo, há meses. “A SMM está sempre estudando a mobilidade na cidade inteira, com novos roteiros, corredores e pesquisa de origem e destino. Nós juntamos o projeto que vem sendo pensado há muito tempo com a necessidade de ter a obra no anel interno. Foram realizadas simulações com uso de drone e contagem (de veículos).”

Sobre a duração da interrupção, Melo afirmou que a mesma deve se dar por “semanas, meses”. “A ideia é estabelecer uma comunicação com muita eficiência com a sociedade para não travar o trânsito.”

Detalhes

Os detalhes serão divulgados na tarde desta qinta-feira (15) em uma entrevista coletiva no 6º andar do Paço Municipal. Estarão presentes o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) e os secretários Horácio Melo (SMM) e Fausto Nieri Moraes Sarmento (Seinfra).

O titular da Seinfra foi procurado para repassar detalhes sobre qual a duração da obra e a dinâmica da mesma, mas afirmou que só iria divulgar estas informações na entrevista coletiva desta quinta-feira.

O andamento dos trabalhos do corredor do transporte coletivo na Praça Cívica é essencial para a conclusão do trecho 2 da obra. Este segmento, de 16,6 km de extensão, liga o Terminal Recanto do Bosque ao Terminal Izidória. Nesta extensão há serviços por fazer, mas os trabalhos estão avançados entre a Rodoviária e o Terminal Recanto do Bosque. Nesta parte, as equipes trabalham, sobretudo, nas estações. Entre a Praça Cívica e o início da seção são 31 plataformas. Embora elas já estejam montadas, há serviços por fazer nas escadas, paredes de alvenaria, entre outros detalhes. Neste percurso específico há também construção ou ajustes em calçadas em andamento, conforme verificado pela reportagem na última segunda-feira (12).

O Terminal Recanto do Bosque tem serviços muito avançados. Já as estruturas similares da Rodoviária e da Perimetral Norte ainda têm maior movimentação de operários. Outro ponto central do Trecho 2 do BRT é o viaduto no cruzamento da Avenida Goiás Norte com a Perimetral Norte. Os serviços seguem por lá com a montagem das vigas. Desvios têm sido feitos pontualmente, o que, quando ocorre, afeta a fluidez não só do local, mas também de outros pontos da região, como o cruzamento do Gato Preto.