Uma costureira, de 31 anos, disse durante audiência de custódia no último domingo (1º) que foi espancada e abusada sexualmente por policiais militares da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam). O crime teria acontecido na noite de sábado (31) em uma casa abandonada. Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) constatou lesões na vítima. A denúncia é acompanhada p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários