O número de óbitos fetais registrados entre mães que residiam em Goiás no ano passado foi o maior desde 1989. Naquele ano, 927 mortes ocorreram no Estado. Em 2018, a quantidade foi de 856 fetos. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou levantamento nesta quarta-feira (4). Dos casos ocorridos no último ano, 172 foram de mãe...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários