O Prefeito de Trindade Jânio Darrot foi o convidado desta quarta-feira (22) da série de lives que o jornal O POPULAR está fazendo com os mandatários de municípios goianos. Entre os assuntos abordados, Jânio falou do decreto que estabelece a retomada dos servidores públicos de maneira presencial a partir de hoje. 

Os funcionários que são do grupo de risco - com idade acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos descompensados, gestantes, imunodeprimidos ou portadores de doenças crônicas - permanecem afastados das atividades presenciais, devendo exercê-las pelos sistemas de teletrabalho e de home office.

Durante a live, muitos internautas questionaram a volta de professores e servidores da educação ao trabalho. Segundo o prefeito, as aulas na rede municipal continuam suspensas, mas mesmo assim o setor administrativo das unidades deve retornar às suas atividades, juntamente com os docentes.

"Todos os servidores devem voltar às suas atividades normais, desde que não façam parte do grupo de risco. Vamos tentar normalizar e melhorar o atendimento do serviço público em Trindade. No caso dos professores e administrativos, eles deverão voltar às unidades, os alunos não. É importante que os professores trabalhem nas suas salas, fazendo as tarefas dos alunos, imprimir o material e as tarefas que serão entregues aos pais. Neste ano não podemos ter um déficit no aprendizado dos alunos. Não vejo porque os professores devem ter um tratamento diferente dos demais profissionais públicos da cidade", afirmou.

Sobre a tradicional Romaria do Divino Pai Eterno, o prefeito afirma que muitas caravanas e excussões já cancelaram a ida à cidade e que acha inviável o evento acontecer neste ano. "Neste momento não podemos receber o nosso turista. Recebemos muitas pessoas da terceira idade e que estão no grupo de risco. Por parte delas, já acontecerem muitos cancelamentos e adiamentos. Nós ainda não temos uma definição sobre a festa de Trindade, se vamos ter uma festa online, se vamos ter uma romaria diferente, ou se vamos ter um adiamento. Dependemos muito da igreja católica. É um evento dela. É uma festa da igreja. A prefeitura organiza a cidade para receber a quantidade de fiéis", explicou.

A gestão municipal autorizou também o funcionamento, por exemplo, de academias, com restrições, lojas de brinquedo, serviços de telemarketing, clínicas e laboratórios.

"Nós estamos com treinamento da equipe e preparamos todo o pessoal a saúde. Temos uma UPA com 10 leitos com respiradores, estamos adquirindo mais 10 leitos para UPA e credenciamos um hospital com 36 leitos para ser o nosso hospital de campanha. Vamos colocar mais 20 leitos num centro de especialidades que vai estar a disposição à pacientes de coronavírus", disse o prefeito.

Para garantir a reabertura do comércio, indústria e setores de prestação de serviços no município os proprietários terão que intensificar a limpeza, garantir o distanciamento entre os funcionários e com os clientes de pelo menos um metro, além de fornecer álcool gel e disponibilizar locais para lavar as mãos. 

"Trindade tem sete casos e este número está dentro da normalidade e abaixo do que esperávamos. Dos sete casos, quatro estão curados e outros 3 estão em isolamento e recebendo os cuidados e auxílio da Secretária de Saúde. Com a retomada das atividades, vamos fiscalizar com os setores para que sigam as orientações do decreto", finalizou.