Além do afastamento de servidores concursados, mudanças na prestação de serviços do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) também são alvos de críticas. De acordo com o quadro de metas do Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), organização que assume o Hugo no dia 1º de dezembro, são previstos serviços de tomografia e transfusão de sangue no período noturno...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários