O Ministério Público Federal denunciou 32 pessoas por participarem de uma organização criminosa que vendia vagas no curso de Medicina da Universidade Brasil, em Fernandópolis, no interior de São Paulo, e praticava fraudes envolvendo a concessão do Fies. Segundo o Ministério Público Federal, o custeio indevido de mensalidades causou prejuízos que podem chegar a R$ 500 m...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários