A conclusão do inquérito que apurou a morte do menino Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, inocentou o padrasto dele, Reginaldo Lima Santos, de 33 anos, da acusação de participação no crime. A força-tarefa que conduziu os trabalhos envolveu 30 policiais civis e peritos criminais. O delegado titular da Delegacia Especializada em Investigação de Homicídios, Rilmo Br...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários