Atualizada às 16h20.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) lamentou, nesta terça-feira (22), a morte do servidor da Saúde Javier Martins de Oliveira, de 57 anos, vítima da doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19). De acordo com a publicação do democrata nas redes sociais, ele não tinha comorbidades e não era do grupo de risco.

"Profissional exemplar! Sua luta não foi em vão. Meus pêsames e apoio aos familiares e amigos. Que Deus conforte seus corações", disse o governador em seu perfil no Twitter. 

O POPULAR apurou que Oliveira e a mulher procuraram um hospital da rede particular e testaram positivo para a Covid-19 no dia 14 de abril. A mulher ficou internada, mas o profissional de saúde estava com sintomas leves e voltou para casa. Ela melhorou e teve alta. Ontem, os sintomas dele se agravaram e o técnico retornou para o hospital, onde acabou não resistindo.

Oliveira trabalhava há 28 anos na Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), onde desempenhava função administrativa. Ele estava lotado na Gerência de Atenção Secundária e Terciária da Superintendência de Atenção Integrada à Saúde.

O secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, também se manifestou pelas redes sociais. "Hoje perdemos o primeiro guerreiro da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás para a Covid19. Javier Martins de Oliveira não estava no grupo de risco e era um profissional disposto, trabalhador, exemplar. Manifesto profundo pesar e externo à família em luto os mais sinceros sentimentos. A SES-GO está em luto", publicou em seu perfil no Instagram.

 

Abalados

Uma servidora da Superintendência de Atenção à Saúde informou ao POPULAR que todos os colegas estão extremamente abalados. "É muito triste quando acontece com alguém próximo assim. Ele era uma pessoa muito alegre, solicita e que sempre ajudava todo mundo", afirmou a funcionária, que prefere não ser identificada.

Nas redes sociais, colegas de trabalho de Javier lamentaram a morte do profissional.  "É inacreditável uma notícia dessas. Uma pessoa incrível que nos contagiava com a sua alegria. Aos que não acreditam na Covid-19, hoje perdemos um excelente colega/profissional!", publicou uma colega. A alegria de Javier também foi lembrada em outro post. "Meu Deus, inacreditável essa perda. Esse ser iluminado que alegrava nossas tardes. Tão querido por todos, tão alegre e cheio de vida. Muito triste a situação que estamos vivendo, que Deus tenha misericórdia de todos nós", publicou uma outra colega de trabalho.

Por meio de nota, a SES-GO manifestou pesar pela morte do técnico de laboratório. "Servidor de carreira e lembrado como um profissional exemplar, Javier atuava na Gerência de Atenção Secundária e Terciária da Superintendência de Atenção à Saúde da SES-GO. A secretaria é grata ao legado de dedicação à saúde goiana deixado por Javier. A SES-GO externa seu apoio, seu pesar e sua solidariedade a todos os familiares e amigos.

Segunda morte
Javier foi o segundo técnico de laboratório vítima do novo coronavírus. No dia 4 deste mês, a técnica Adelita Ribeiro, de 38 anos, perdeu a vida em consequência da Covid-19. Ela trabalhava no Centro de Atenção Integrada à Saúde (Cais) Novo Mundo e no Hemolabor.

Os técnicos de laboratório somam 9% dos 65 profissionais de saúde que contraíram Covid-19 em Goiânia. O dado é do boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), divulgado nesta quarta-feira.

Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) havia chamado a atenção para o risco que os profissionais da área estavam correndo por conta da Covid-19. Durante entrevista, a titular da pasta, Fátima Mrue, frisou a necessidade de que se capacite os servidores para o uso correto dos EPIs