A degradação das áreas de preservação permanente (APPs) na região metropolitana de Goiânia se dá, especialmente, para moradias, colocação de lixo e entulhos e canalização clandestina de cursos hídricos. Segundo a Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), responsável pela fiscalização, monitoramento e recuperação das áreas em Goiânia, a capital possui mais de 225 esp...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários