Após edição da portaria n° 2.282 do Ministério da Saúde que torna obrigatória a notificação à autoridade policial casos de interrupção de gravidez com confirmação ou suspeita de estupro, Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO) e o Ministério Público Federal (MPF) expediram, nesta sexta-feira (4), recomendações conjuntas às Secretarias Estadual e Municipal de Saúde d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários