O Ministério da Agricultura confirmou nesta quarta-feira, 15, que a fábrica mineira Backer usou água contaminada na produção de suas cervejas. A análise do Ministério detectou que a contaminação ocorreu dentro da cervejaria, mas ainda não há conclusão sobre a forma como isso aconteceu. O Pasta considera como hipóteses, por exemplo, o uso indevido do dietilenoglicol, sabotagem e...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários