O número de medidas protetivas solicitadas na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) na Região Central de Goiânia aumentou 86,4% no primeiro semestre deste ano ante a igual período de 2018. Nos seis primeiros meses do ano passado foram 822 registros e, neste ano, 1.533. Em todo o Estado também cresceu em mais de 84% o número de violência doméstica, que ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários