A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) atingiu, agora, um condomínio em Goiânia, O juiz Éder Jorge, da 20ª Vara Cível da capital, autorizou a prorrogação do mandato da síndica Maísa Passebon Sant’anna por 90 dias. O motivo é a impossibilidade de realizar uma assembleia de eleição, para evitar a propagação da doença.

Desta maneira, ela continua à frente do condomínio Flamboyant Park Business até o fim de maio, pelo menos. Foi Maísa quem procurou a Justiça para resolver o impasse, já que a recomendação, diante da pandemia, é para que aglomerações sejam evitadas.

Antes, havia sido convocada uma Assembleia Geral Ordinária para o dia 17 de março. Na pauta estavam a deliberação e votação da prestação de contas – período março de 2019 a fevereiro de 2020; a votação sobre a previsão orçamentária para o período de 1º de abril de 2020 a 31 de março de 2021 e a eleição de síndico, subsíndico e membros do conselho consultivo.

Com o aumento de casos de contaminação em Goiás, ela decidiu convocar uma reunião virtual com a subsíndica e os membros do conselho e, por unanimidade, a atual administração do condomínio decidiu pelo cancelamento da referida assembleia e prorrogação do mandato da atual gestão.

O juiz avaliou que foi adequado o cancelamento da assembleia, pois a iniciativa atendeu aos alertas emitidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde. Por outro lado, observou a urgência do caso em razão do encerramento do mandato da síndica ser em 31 de março de 2020, o qual impossibilita, segundo ele, seu acesso às contas do condomínio.