Cerca de 40 profissionais de saúde que tiveram algum contato com a estudante de Arquitetura Susy Nogueira Cavalcante, de 21 anos, vítima de estupro em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Goiânia Leste, no Setor Leste Universitário, na capital, serão intimados a depor na investigação da Polícia Civil que agora apura a causa da morte da jovem. Além da coleta ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários