A notícia de que presos estariam refinando drogas dentro da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), unidade do complexo prisional de Aparecida de Goiânia, chocou os goianos no fim de semana. No maior presídio de Goiás foram encontradas substâncias suficientes para produzir seis quilos de entorpecentes, que seriam comercializados no interior da unidade. Desde março, dentro d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários