A Polícia Civil (PC) acredita que Jaira Gonçalves de Arruda, de 42 anos, matou a enteada de 11 anos envenenada, em Cuiabá (MT), para conseguir a herança da menina de R$ 800 mil. A mulher foi presa nesta segunda-feira (9) suspeita do crime por agentes da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), na operação que recebeu o nome do conto de f...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários