Logo que se graduou na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) no primeiro semestre deste ano, a médica Ébony Lima dos Santos, de 25 anos, começou a trabalhar no atendimento de pacientes com a Covid-19. Os primeiros contratos foram com os hospitais de campanha de Goiânia e de Itumbiara, mas logo em seguida veio um convite para atuar no Amapá, Região Norte do Brasil. Ela ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários