Na madrugada deste domingo (19), médicos que atuam na rede municipal de Saúde de Goiânia iniciaram uma greve por tempo indeterminado. Segundo o Sindicato dos Médicos do Estado de Goiás (Simego), dos 1,2 mil profissionais, cerca de 700 paralisaram as atividades. No entanto, o atendimento de urgências e emergência será feito normalmente. Os médicos reivindicam o pagamento...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários