No mesmo dia em que o Ministério Público de Goiás (MP) instaurou inquérito civil público para apurar possíveis irregularidades nos registros de ponto dos profissionais do Hospital de Doenças Tropicais (HDT) de Goiânia, 14 profissionais que atuavam como preceptores de residência médica em dermatologia e infectologia no HDT, entre eles os sete investigados, emitiram uma n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários