Um inventário com 392 endereços de imóveis de valor histórico e cultural entregue em maio deste ano pela Prefeitura de Goiânia à Justiça para justificar que cumpria determinação judicial de desenvolver políticas públicas de preservação do patrimônio arquitetônico da capital conta com 20% das edificações já demolidas. Além disso, cerca de 8% dos endereços estão repetidos...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários