Procurador da República e autor da denúncia que resultou na Operação Decantação, deflagrada em agosto do ano passado, Mário Lúcio Avelar disse que formalmente os processos licitatórios estão aparentemente bons, sem fraudes, mas não se sustentam com uma investigação profunda. “Na análise formal, tudo parece estar correto. O problema é o que vai além disso”, afirmou.De a...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários