“Estou aliviado por ter resolvido. A pior notícia foi saber que meu pai não teria chance de viver, mas e se ele morresse distante de casa? Seria muito mais complicado. Se fosse depender da Latam ainda estaríamos aqui”, afirmou Elison Guilhermino. Em resposta ao questionamento do POPULAR sobre toda a situação enfrentada pela família, a Latam foi sucinta. “A Latam Airlin...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários