A Justiça de Goiás negou nesta terça-feira pedido de habeas corpus da defesa do médium João Teixeira de Faria, 77 anos, conhecido como João de Deus, protocolado no dia 10 de setembro. A solicitação foi feita à Justiça no processo referente a abusos sexuais em que o médium é réu. Uma das alegações apresentadas pela defesa no pedido foi o excesso de prazo, algo negado p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários