O juiz Fernando Oliveira Samuel, responsável por analisar o processo contra nove réus por suspeita de desvio de recursos da Diocese de Formosa, no âmbito da Operação Caifás, determinou nesta sexta-feira (28), após audiência sobre o caso que o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) reúna novas provas sobre o processo e as apresente em um prazo de cinco dias. O m...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários