O jovem Ítalo Perdigão Grabowski, de 19 anos, morto com um tiro na cabeça, na noite da última sexta-feira (26), durante o Chorinho, evento realizado na avenida Goiás, no Centro de Goiânia, tinha passagens pela polícia e estava solto há uma semana. As informações são da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO). Segundo a corporação, o rapaz tinha em sua ficha polici...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários