Dante Santos Melo, de 19 anos, foi morto com cinco tiros em uma boca de fumo, na Alameda Alberto Nepomuceno, na Vila Adélia. Ele e outras quatro pessoas usavam crack no local, onde funciona um depósito de reciclagem, quando homens chegaram em uma caminhonete preta e atiraram apenas contra Dante, que morreu na hora. 

Desacerto com traficantes da região deve ter motivado o crime, segundo informações da Delegacia de Investigações de Homicídios. Dante havia recebido uma ligação telefônica uma hora antes, de um homem marcando encontro com ele no depósito de materiais recicláveis.