Ouvido pela Justiça pela primeira vez desde que foi preso, em dezembro do ano passado, o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, de 78 anos, afirmou se lembrar de uma das quatro vítimas que fizeram contra ele a primeira denúncia por crimes sexuais, mas negou ter cometido qualquer tipo de abuso. Segundo a defesa do líder espiritual, a declaração fo...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários