O julgamento do vigilantes Wallas Gomes de Lima, de 29 anos, acusado de matar o porteiro Guilherme Alves Pereira, de 22, em Itumbiara, no Sul de Goiás, que foi remarcado para esta quinta-feira (3) foi adiado pela terceira vez. Uma advogada que atua na defesa do reú apresentou um atestado, onde informa que tem uma cirurgia marcada para hoje e por isso não pode comparecer a...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários