A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) negou recurso do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e manteve o trancamento das investigações promovidas desde 2018 pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) contra o padre Robson de Oliveira Pereira, por suspeita de desvio de recursos oriundos de doações de f...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários