Barracas de lona, barracões improvisados com madeira e lonas, tendas de igrejas, caminhos abertos para veículos de visitantes, lixo e entulho. Este é o cenário de degradação do Parque Estadual Morro da Serrinha.A maior parte das ocupações é destinada a moradias, algumas delas de coletores de materiais recicláveis. A principal concentração de ocupações está no alto do morro...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários