Caldas Novas foi palco de vandalismo, intenso consumo de álcool e drogas e até cenas de sexo explícito em plena via pública. Foi o que ficou evidente em várias imagens registradas na última sexta-feira (16) e sábado (17) durante Caldas Country Show, um dos maiores eventos musicais da cidade, e que ganharam ampla divulgação na redes sociais nesta segunda-feira (19).

Nas fotos, há  casais mantendo relações sexuais em cima de carros estacionados e pessoas feridas a tiros. Em outra imagem, um grupo de foliões dança em cima de uma cabine da Polícia Turística. Outro flagrante é de um carro sendo incendiado por um grupo de rapazes.
 
Moradora de Caldas Novas, a professora aposentada Mariza Neri relatou o cenário caótico que tomou conta da cidade: “Foi uma loucura, ficamos encurralados em casa. O som alto não deixou ninguém dormir. Ano passado já havia sido complicado e, desta vez, foi mil vezes pior. A baderna foi generalizada. A Lei Seca foi completamente ignorada. As pessoas bebiam e dirigiam livremente. O comércio teve que fechar as portas".
 
Mariza, que também é presidente da Arca do Cerrado - Associação de Cultura, Arte e Artesanato do Cerrado, reclama também da incapacidade estrutural para a cidade receber o evento. "Caldas Novas é uma cidade de 70 mil habitantes. Cerca de 160 mil vireram para o evento. Ficamos sem água, sem energia, sem sinal de celular e internet. Os hospitais ficaram abarrotados. A cidade não tem capacidade para receber um público tão grande”.
 
Nem mesmo os animais escaparam da ação dos vândalos. Ela conta que vários bichos foram sacrificados. "Um grupo de rapazes que bebia em um posto de gasolina se divertia tentando matar um gato. Fiquei horrozidada com a cena", lembra Mariza.
 
Revoltada com a situação, uma comerciante do município desabafou no Facebook: “Ou o comércio e as autoridades tomam uma atitude pra isso não acontecer ano que vem, ou desde já crio o movimento greve geral Caldas Country 2013. Vamos fechar todas as portas de todos os estabelecimentos comerciais”.
 
Polícia
 
Diversas ocorrências foram registradas  pela polícia local neste mesmo período.  No Bairro Bandeirante, uma mulher de 22 anos morreu vítima de uma bala perdida no sábado (19), em Caldas Novas. De acordo com a polícia, a mulher e o marido foram comemorar o aniversário de um ano de casamento, durante o feriado, quando a mulher foi atingida por uma bala perdida. A jovem foi socorrida, mas morreu no hospital. O suspeito de ter efetuado o disparo, de 22 anos, foi preso em flagrante por homicídio qualificado.
 
Em um posto de gasolina, próximo ao local dos shows do Caldas Country, um tiroteio causou a morte de um rapaz de 26 anos. Segundo a polícia, o crime foi cometido por dois homens, que se aproximaram da vítima e efetuaram sete tiros. Outras duas pessoas que estavam no local, também foram atingidas.
 
Uma delas seria uma mulher que não foi identificada, baleada na mão. O outro ferido é um rapaz, identificado apenas como Edson, que recebeu um tiro na cabeça. Ele foi levado para o hospital em estado grave, passou por cirurgia e, de acordo com informações iniciais, não corre risco de morrer. 
 
De acordo com a policia, a vítima tinha passagens por diversos crimes. A polícia trabalha com a hipótese de vingança e já a teria a identificação dos suspeitos, mas para não atrapalhar as investigações, prefere não divulgar os nomes.